sexta-feira, 10 de abril de 2015

O Café e o Cérebro


Por falar em café e nos efeitos que o mesmo pode produzir no nosso cérebro, tais como o estado de alerta no indivíduo, e consequentemente a sua concentração e atenção, é importante referir que, o café pode não atuar isoladamente. Tendo em conta que a duração da cafeína dura em média 3 horas (excepto no caso das grávidas, que os efeitos da cafeína podem-se prolongar até 6 horas), e tendo em conta que a forma como pensamos influencia não apenas a forma como nos comportamentos mas sobretudo aquilo em que acreditamos, se pensarmos persistentemente que o café que bebemos às 15horas nos tirou o sono (às 22 horas, por exemplo) é possível que tenhamos alguma dificuldade em adormecer. É por isso que quando estamos demasiadamente cansados e o fator pensamento já é algo que não nos assiste, nem nos cheguemos a lembrar do tal café que bebemos às 15horas e, como tal, devido ao factor cansaço, não vamos enviar mensagem alguma ao nosso cérebro de forma a que ele entre em estado de alerta. É uma espécie de efeito placebo, em que o individuo consegue prolongar o efeito de algo quando, na verdade, esse efeito era muito mais reduzido do que ele pensava. 
Por vezes, vale a pena ser-se mais distraído.


RAFC